Acordeões do Mundo



Contributos de um festival

O que são os Acordeões do Mundo - Festival Internacional de Acordeões do Mundo de Torres Vedras/ World Accordion Festival in Torres Vedras, onde e quando se realiza?

Teima em ser um encontro de sonoridades oriundas de várias culturas e géneros musicais, único no género em Portugal. Há muito que este festival rasgou a ideia comum e redutora de que o acordeão é apenas um relicário do passado rural, com ritmos básicos, sem sonoridades múltiplas. Integrado num novo conceito de festa urbana possui, apesar de tudo, o elo com o seu passado identitário que advém dos lagares de vinho, eiras e romarias que se realizavam no Concelho de Torres Vedras. É um festival de músicas realizado no Concelho de Torres Vedras, Oeste, norte de Lisboa, Portugal, onde todos os anos se apresenta no decorrer das comemorações histórico-religiosas-económicas locais dos dois padroeiros aqui venerados, S. Gonçalo e S. Martinho (27 outubro e 11 de novembro). Poder-se-ia dizer que o festival ocupa um espaço de ação entre o sagrado e o profano. A imagem que o festival possui na comunidade deu-lhe uma identidade singular, cosmopolita, que se assimila e partilha em vários espaços urbanos (cafés, bares, tascas, restaurantes) e palco do Teatro-Cine de Torres Vedras.

O que motivou a sua criação há 10 anos?

O festival "Acordeões do Mundo" foi criado em 2004 com o objectivo de contribuir para o relançamento do conceito das Festas da Cidade de Torres Vedras e suas origens socioeconómicas, associadas à produção vínica do concelho. Hoje o festival é referencia internacional e as suas programações ultrapassam a designação do sentido redutor que é atribuído normalmente à musica tradicional, criando um espaço de partilha musical único.

O que podemos ouvir nestes festivais?

A programação é eclética e possui uma ideia de partilha muito mais abrange (universal) do que aquela que é comum observar nos meios difusores e indústria musical corrente. O acordeão aqui é o elo de ligação entre culturas e estilos musicais, a que poderemos associar a "World Music". Da tradição ao tango, do jazz ao folk, do experimental ao clássico, dos blues à fusão, mas é acima de tudo um festival de descobertas e interrogações, de confirmações e de certezas. A certeza de que vale a pena todos os anos assistir a uma festa musical em que o acordeão é o convidado.

Quem é o seu publico-referência?

A população de Torres Vedras e todos aqueles que estejam recetivos a descobrir uma programação desenhada a pensar na partilha entre culturas e sonoridades musicais. Por isso, este festival é para todos os que possuam a capacidade de se surpreender, velhos, novos, sejam eles rurais ou urbanos, operários ou engenheiros, estudiosos ou músicos. É para um público que, unido pelo acordeão, é recetivo à descoberta de novos territórios musicais e com um bom sentido de convívio e de amizade.

Onde vai decorrer o festival?

A sua programação estende-se pela cidade e concelho, nos espaços de convívio mais comuns de uma urbanidade, que são os seus cafés, bares, tascas, restaurantes, hotéis, com um programa que contempla a audição dos tocadores tradicionais e a prova de vinhos doc, queijo saloio e doces tradicionais desde o dia 27 de outubro a 11 de novembro, diariamente. O programa internacional está centrado no palco do Teatro- Cine de Torres Vedras, que este ano apresenta 4 grupos oriundos de vários territórios culturais históricos e contemporâneos (DAAU da Bélgica, Simone Zanchini de Itália, Pulcinella de França e João Barradas de Portugal). Além dos espetáculos irá ser lançado mais um objeto discográfico produzido pelo festival, o trabalho apresentado em estreia mundial no festival de 2012, "Surrealistic Discussion" dos músicos Sérgio Carolino e João Barradas. Nesta 10ª edição, o Festival entra num período de amadurecimento, possuindo um publico fantástico e um território de referência entre o tradicional e o contemporâneo, com a capacidade de gerar novas dinâmicas e novas referências culturais.

Carlos A. Ribeiro Mota
Diretor Artístico do Festival

                Água do Vimeiro