Acordeões do Mundo



Acordeões do Mundo 2007

IV Festival Internacional de Torres Vedras

Este Festival tem proporcionado aos diversos públicos a fruição e o conhecimento dos maiores instrumentistas mundiais que a solo ou em grupo tem trazido a Portugal uma renovada musicalidade que está a verificar-se à escala planetária ao nível do acordeão. A sua escala de evolução musical e de enriquecimento instrumental coloca-o hoje ao mesmo nível de um outro qualquer. Deixando definitivamente ficar para trás o preconceito com que a "inteligência" "identificava"(?) o acordeão e a sua musicalidade como uma arte menor (popular) de consumo massificado e de baixa qualidade.

É portanto surpreendente verificar que uma revolução integral está a operar-se não só como modelo musical mas também no domínio da integração deste instrumento em agrupamentos musicais fora do espaço popular ou etnográfico e que vai desde o Jazz ao electrónico instrumental passando pela pop. Porem não se poderá ignorar que mesmo dentro da folk a erudição criou espaço e a mobilidade cultural universal proporcionou a pluralidade trazendo para este campo novos grandes interpretes e compositores extraordinários que elevam esta área musical a um patamar invejável internacionalmente e é esse o palco que se tem mostrado nas Festas da Cidade de Torres Vedras.

Tem Torres Vedras assim construído reportório e vivências peculiares que se mostram e editam para que as memórias sejam revisitadas sempre que os públicos queiram.

Para 2007 conta-se apresentar um programa de concertos de palco de alto nível musical que conta com a apresentação de grandes mestres da actualidade musical desta área, Riccardo Tesi, Jean Louis Matinier, Tomás San Miguel e um dos grupos mais originais de música contemporânea argentina, os Tango Crash.

                Água do Vimeiro