Acordeões do Mundo



Jangada de Acordeões [Portugal e Espanha]

 

4 DE NOVEMBRO (SEXTA-FEIRA)
21h30 | "Jangada de Acordeões"
Artur Fernandes, Nelk Exposito, Ignacio Allayé e Pedro Pascual
[Portugal e Espanha ] Estreia Mundial
Local | Teatro-Cine de Torres Vedras

 

Na sequência de diversos encontros destes quatro músicos em workshops e concertos, foi-se discutindo a ideia de se constituir um projeto artístico Ibérico em torno do Acordeão Diatónico.
O objectivo seria a partilha de repertórios tradicionais de cada uma das regiões representadas, bem como de repertório popular de baile que se produziu na viragem do séc. XIX para o séc. XX, associado à implementação do Acordeão Diatónico na Península Ibérica; Tangos, Valsas e outros, que foram sendo marginalizados como resultado do processo de folclorização.
A designação "Jangada de Acordeões" é uma referência à obra de José Saramago "Jangada de Pedra". Alegoricamente, a Península Ibérica desmembra-se do resto da Europa e navega à deriva pelo Atlântico em busca da sua identidade cultural.
Considerando a diversidade linguística na península, a designação deste projeto artístico poderá assumir as diferentes línguas peninsulares: em Galego, Xangada de Acordões, em Português, Jangada de Acordeões, em Basco, Balsa akordeoiak, em Castelhano, Balsa de Acordeones, em Catalão, Bassa Acordions, em Asturiano, ...
A escolha do local de encontro a quatro, para preparação artística, foi Urueña, uma
Pequena vila medieval muralhada perto de Tordesilhas, por ser a localização mais central para os quatro músicos. Urueña é a primeira Vila Livro de Espanha com onze livrarias. Tem ainda dentro das suas muralhas a Fundação Joaquin Diaz, o
Mais importante centro etnográfico Espanhol e a colecção de instrumentos tradicionais de Luís Delgado.
Isto tudo numa localidade com pouco mais de 200 habitantes. Jangada de Acordeões faz a sua estreia em 2011 no Festival Acordeões do Mundo em Torres Vedras.

 

Artur Fernandes (Águeda, Portugal)
Xuan Nel Expósito (Oviedo, Astúrias, Espanha)
Ignacio Alfayé (Saragoça, Aragão, Espanha)
Pedro Pascual (Santiago de Compostela, Galiza, Espanha)